Covid-19: Número de mortes continua a cair. “Estamos mais bem posicionados do que nunca” para acabar com a pandemia, diz OMS

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) reiterou, esta quinta-feira, que o fim da pandemia de Covid-19 “está à vista” e que o número de mortes “continua a cair”, sendo que hoje está 90% abaixo do registado durante o pico de janeiro de 2021.

“O número de mortes continua a cair” e “estamos mais bem posicionados do que nunca” para acabar com a pandemia”, afirmou Tedros Ghebreyesus, mas alertou que “10 mil mortes por semana são 10 mil mortes a mais”, apontando que a maioria desses óbitos “poderia ter sido evitada”.

O responsável adiantou que “dois terços da população mundial está vacinada, incluindo três quartos dos profissionais de saúde e dos idosos” e que “em muitos países, as restrições terminaram e a vida, em muitos aspetos, parece ser como era antes da pandemia”.

Ainda assim, avisou que “continuam a existir grandes falhas na vacinação, especialmente em países de rendimentos baixos e médios”, numa altura em que “o vírus continua a disseminar-se, e continua a mudar, com o sempre presente risco da emergência de mais variantes perigosas”.

“Ninguém está a salvo enquanto todos estarem a salvo”, sentenciou, sugerindo que as pessoas devem, sempre que possível, continuar a usar máscaras, a praticar o distanciamento físico e, se for o caso, ficarem em casa.

O responsável da OMS lamentou que “apenas 19% da população em países de baixos rendimento está vacinada” e que “o acesso a tratamentos vitais é virtualmente inexistente”.

Quanto à varíola dos macacos, também conhecida como monkeypox, Ghebreyesus avançou que “o número de casos reportados semanalmente continua a cair”, apontando que já foram confirmadas mais de 62 mil infeções por esse vírus em 105 países e 23 mortes.

“As tendências são encorajadoras, mas tal como se passa com a Covid-19, os países e as comunidades não podem assumir que essas tendências continuarão”, alertou.

Ler Mais



Comentários
Loading...