Covid-19: Número de infeções em crianças entre os 6 e os 12 anos triplicou desde o dia 4

Um estudo da Faculdade de Ciências de Lisboa acerca da covid-19 indica que o número de infeções em crianças com idades entre os 6 e os 12 anos triplicou desde o dia 4 de janeiro.

Nessa altura, segundo revelou ontem a revista Visão, havia 388 casos por 100 mil habitantes; a 10 de janeiro, o valor subiu para 618 e no dia 14 para 777; na última segunda-feira, dia 18, o número chegou aos 982 casos por 100 mil habitantes. Carlos Antunes, que tem realizado o estudo com o epidemiologista Manuel Carmo Gomes, alertou mesmo na Visão para o facto de este ser “o grupo com maior velocidade de crescimento”.

Hoje, em declarações à RTP 3, Mário Nogueira, secretário-geral da Fenprof, aludiu ao estudo, destacando que, “neste momento, o grupo etário em que o aumento do contágio é mais acelerado é o dos 6 aos 12 anos, e depois o dos 13 aos 18, enquanto o maior grupo com infetados é o dos 18 aos 24”.





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...