Covid-19: Bruxelas atribui 120 milhões de euros para “investigação urgente” do vírus e variantes

A Comissão Europeia selecionou hoje 11 novos projetos, no valor de 120 milhões de euros, para apoiar e permitir a “investigação urgente” do vírus SARS-CoV-2 e as suas variantes, responsável pela covid-19, envolvendo 312 equipas de investigação de 40 países.

Em comunicado, o executivo comunitário explica que “selecionou 11 novos projetos no valor de 120 milhões de euros ao abrigo do Horizonte Europa, o maior programa europeu de investigação e inovação 2021-2027, para apoiar e permitir a investigação urgente sobre o coronavírus e as suas variantes”.

“Este financiamento faz parte de uma vasta gama de ações de investigação e inovação tomadas para combater o coronavírus e contribui para a ação global da Comissão para prevenir, mitigar e responder ao impacto do vírus e das suas variantes”, acrescenta a instituição.

Os 11 projetos em causa envolvem 312 equipas de investigação de 40 países, incluindo 38 participantes de 23 países fora da União Europeia. Nenhum destes projetos é liderado por instituições portuguesas, mas há parceiros portugueses abrangidos nalgumas iniciativas.

A maioria dos projetos irá apoiar ensaios clínicos para novos tratamentos e vacinas, bem como o desenvolvimento de redes de cooperação de grande escala fora das fronteiras da Europa, de acordo com a informação divulgada por Bruxelas.

Outros projetos reforçarão e alargarão o acesso às infraestruturas de investigação que prestam serviços ou que são necessárias para partilhar dados, conhecimentos especializados e recursos entre investigadores, de modo a permitir a investigação sobre o coronavírus e as suas variantes.

Segundo a Comissão Europeia, os consórcios irão colaborar com outras iniciativas e projetos relevantes a nível nacional, regional e internacional, contribuindo ainda para a construção da futura Autoridade Europeia de Preparação e Resposta a Emergências em matéria de Saúde (HERA).

Embora o financiamento destes 11 projetos esteja condicionado a uma decisão final da Comissão e à assinatura dos acordos de subvenção Horizonte Europa nos próximos meses, as equipas de investigação já podem iniciar o seu trabalho.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.128.543 mortos em todo o mundo, entre mais de 191,9 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.232 pessoas e foram registados 939.622 casos de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

Ler Mais




Comentários
Loading...