Covid-19: Biden discute pacote de 1,24 biliões de euros com o Senado no domingo

Joe Biden, Presidente dos Estados Unidos, pretende discutir o pacote de estímulos económicos de 1,24 biliões de euros com o Senado no domingo, avisou hoje o diretor do Conselho Económico Nacional da Casa Branca, Brian Deese, citado pela agência Reuters.

Grande parte da oposição republicana e até mesmo alguns democratas mais liberais já deixaram claro que não vão votar a favor do plano de estímulo económico de 1,24 biliões de euros, proposto pelo Presidente norte-americano, segundo revelaram algumas fontes do Capitólio, em declarações à agência Bloomberg.

A Presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, anunciou ontem que pretende levar o pacote de estímulos económicos de Joe Biden a votação na primeira semana de fevereiro.

Joe Biden propôs ao Congresso um projeto de lei para atenuar os efeitos negativos da covid-19, no valor 1,24 biliões de euros, no qual são contempladas questões como aumentos do subsídio de desemprego, abono de família e salário mínimo.

A medida mais referida até agora, pela dificuldade que terá em ser implementada, é o compromisso de atribuição de cheques de estímulo de 1.400 dólares (1.150 euros) aos mais necessitados. Embora o próprio Trump tenha incentivado a possibilidade de cheques de 2.000 dólares (1.650 euros), muitos republicanos consideraram a quantia demasiado elevada, optando por cheques de 600 dólares (494,40 euros), segundo o Financial Times.

Embora o Partido Democrata de Biden detenha agora a maioria na Câmara e no Senado, esta legislação deverá precisar do apoio bipartidário do Congresso, segundo a imprensa norte-americana, o que implica um diálogo profícuo com os republicanos, conforme recordou ontem o diário The Guardian.





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...