Bruxelas abre duas investigações à rede social TikTok

A Comissão de Proteção de Dados da União Europeia abriu duas investigações à aplicação chinesa TikTok, relacionadas com o processamento de dados pessoais de crianças e o envio de dados para a China.

O regulador europeu pode aplicar multas que ascendem a 4% da receita global da empresa detentora da aplicação, a chinesa ByteDance.

Uma das investigações vai averiguar se estão a ser respeitadas as regras relativas “ao processamento de dados pessoais no contexto das configurações da plataforma para utilizadores menores de 18 anos e medidas de verificação de idade para menores de 13 anos”, explicou a comissão num comunicado, citado pela agência Reuters.

A segunda investigação refere-se a alegadas transferências de dados pessoais recolhidos através do TikTok para a China, estando em causa a lei de proteção de dados da UE.

Um porta-voz do TikTok já reagiu e disse que a empresa introduziu extensas políticas e novos controlos para proteger os dados dos utilizadores.

“A privacidade e a segurança da comunidade TikTok, especialmente dos nossos membros mais jovens, são a nossa maior prioridade”, afirmou.

Ler Mais


Comentários
Loading...