Brisa não vai mexer nas taxas de portagens em 2021

Este ano não vai haver alterações no preço das portagens das autoestradas, deu a saber a Brisa. A empresa anunciou ainda um investimento de 55 milhões de euros na conservação e renovação da rede de autoestradas sob a sua concessão.

De acordo com informação disponibilizada pela Brisa, as obras a realizar em 2021 passam pela continuação do alargamento do sublanço Águas Santas-Ermesinde (A4/A3), um investimento que já levou ao alargamento do túnel de Águas Santas e vai agora chegar ao nó de Ermesinde. Estão também previstas obras de beneficiação do pavimento nos sublanços Torres Novas (A1/A23) – Fátima (A1), Elvas Poente – EN246 (A6) e Montijo – Pinhal Novo (A12).

Estão ainda previstas beneficiações de pavimento em várias autoestradas, como a A1 (Porto-Lisboa), A2 (Lisboa-Algarve), A5 (Lisboa-Cascais), bem como a reabilitação de viadutos nas auto-estradas A1, A2 e também A3 (Porto-Valença). Também estão previstas mais barreiras acústicas nas auto-estradas A1, A2 e A4 (Porto-Amarante) e obras de estabilizações de taludes na A1 e  na A2.

Relativamente ao preço das portagens, o contrato de concessão prevê uma atualização dos valores com base na taxa de inflação homóloga, mas dado esta apresentar um valor negativo (– 0,1%) o valor a cobrar em portagens manter-se-á inalterado.





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...