Benfica: Filho de Rui Costa queixa-se de ameaças de morte

Filipe Costa, filho de Rui Costa, desativou as suas contas de redes sociaus na sequência de comentários de ódio que tem recebido depis de terem sido levantadas suspeitas de negócios entre a sua empresa, a Footlab, e o Benfica, clube que agora é presidido pelo pai.

“Infelizmente, vivemos numa sociedade onde o ódio apodera-se das pessoas. Devido a tudo o que está a acontecer e depois do dia de hoje, tomei a decisão de desativar as minhas contas do Instagram e Linkedin devido às ameaças de morte que tenho estado a receber. A todos vocês desse lado, espero que não passem por isto um dia”, escreveu.

As suspeitas nasceram entre sócios do movimento ‘Servir o Benfica’ a propósito de negócios da Footlab e da Ksirius Football Management com o clube da Luz.
O movimento alegou que podia haver violação do artigo 44 dos estatutos do Benfica, que dita que “os membros dos órgãos sociais não podem, direta ou indiretamente, estabelecer com o clube e sociedades em que este tenha participação relevante, relações comerciais ou de prestação de serviços, ainda que por interposta pessoa, considerando-se para estes efeitos, nomeadamente, o cônjuge, ascendentes e descendentes”.

Depois da detenção de Vieira, Rui Costa assumiu a presidência do clube encarnado, como referiu o Benfica em comunicado, emitido na sexta-feira: “Nos termos que se encontram estatutariamente previstos e em virtude da comunicação realizada hoje pelo Presidente da Direção, Luís Filipe Vieira, o Vice-Presidente Rui Manuel César Costa, assume, com efeitos imediatos, a Presidência do Sport Lisboa e Benfica, nos termos da alínea a do número 3 do artigo 61 dos estatutos do Clube. Esta nomeação tem o apoio unânime dos membros da Direção do Sport Lisboa e Benfica”.





Comentários
Loading...