Porsche vai testar combustível sintético em competição

Um combustível sintético desenvolvido pela ExxonMobil vai ser utilizado na Porsche Supercup, uma categoria de competição organizada pela marca alemã, com o apoio da Fórmula 1. Este combustível chama-se Esso Renewable Racing Fuel e trata-se de uma mistura de biocombustíveis formulados a partir de hidrogénio e CO2 capturado que os seus criadores dizem ter um impacto positivo na redução de emissões poluentes. Existe a expectativa de que este tipo de combustível possa, no futuro, abastecer carros de estrada com motores a combustão interna. 

Michael Steiner, diretor de investigação e desenvolvimento da Porsche, citado pelo site Autocar, assegura que a eletrificação dos veículos é a mais alta prioridade da marca. Mas também considera que “os e-combustíveis são um bom complemento para a nossa estratégia de powertrains. Permitem aos clientes conduzir carros com motores a combustão convencionais, nem como híbridos plug-in, com uma redução significativa das emissões de gases de estufa”. 

Steiner acrescenta que “a parceria com a ExxonMobil permite-nos testar estes combustíveis em condições exigentes, em ambiente de pista. Este é mais um passo para tornar os e-combustíveis uma alternativa acessível aos combustíveis tradicionais”. 

No início deste ano, a Porsche confirmou que iria iniciar testes com os seus próprios combustíveis sintéticos em 2022 com o objetivo de os utilizar como alternativa em carros atuais. Está prevista a implementação de uma fábrica que irá produzir 55 milhões de litros de e-combustível em 2024 

Há muito que a Porsche demonstra interesse nestes combustíveis, de tal modo que já falou do tema como “condição” para voltar à Fórmula 1 a partir de 2025, se as novas regras permitirem a sua utilização. Também a Volkswagen tem sido falada no sentido de uma entrada na Fórmula 1 se os motores de competição passarem a usar combustíveis menos poluentes. 





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...