Alterações climáticas: Taxas sobre voos podem ser a solução para financiar países mais pobres

Um imposto sobre voos internacionais pode ser a solução para financiar o combate às alterações climáticas nos países mais pobres. A solução é avançada por seis especialistas e foi publicada na revista Nature Climate Change.

Além disso, o grupo de cientistas dos EUA, Europa e Bangladesh pede regras transparentes sobre financiamento climático, sugerindo que se façam “listas de prioridades e necessidades da luta pelo ambiente nos países mais pobres para que, a longo prazo, se saiba quando dinheiro há e como deve ser investido”.

Na mesma publicação, a possibilidade de cobrar taxas de voos e navios que utilizam combustíveis com alto teor carbónico é vista como “uma nova forma de criar mais ativos financeiros que seriam destinados exclusivamente aos países em desenvolvimento”.

Esta seria ainda “uma forma pedagógica de limitar emissões de gases provocadas pela aviação e pelo transporte marítimo, dado que estas não são abrangidas pelo Acordo de Paris”, como explica a imprensa britânica.

A promessa feita pelas grandes potências em 2009, no sentido de que investiriam cerca de que 100 mil milhões de dólares (82,80 mil milhões de euros), provenientes de fontes públicas e privadas em países pobres que quisessem prevenir e lutar contra as alterações climáticas, foi vista como a pedra angular no investimento verde à escala mundial.

O ano passado marcou o prazo para o cumprimento da promessa, mas, devido a vários problemas burocráticos, só se saberá se a mesma foi cumprida e como no próximo ano, data em que serão publicados os relatórios financeiros. Até lá resta a especulação das ONG ambientais que temem que o investimento tenha ficado “aquém do prometido”.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, falando ao Guardian em dezembro do ano passado, avisou que, se esta promessa não for cumprida, isso representará um “sério obstáculo ao sucesso da Cop26”, o grande encontro climático da ONU que se realiza este ano na Escócia.





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...