Alterações climáticas provocaram catástrofe no vinho francês. Café e chocolate em risco

A vaga de frio que atingiu França em abril e devastou vinhas inteiras, deixando os produtores em desespero, deveu-se às alterações climáticas, concluiu agora um novo estudo. Produtores de café e chocolate podem também sofrer as consequências.

A análise realizada pelos cientistas do World Weather Attribution (WWA), revelam que a crise climática provocou a tragédia da primavera francesa. À medida que a temperatura do planeta aumenta, as estações do ano vão mudando e os fenómenos, como as geadas, estão a mudar tanto em frequência como em grau de severidade.

A equipa de cientistas realizou simulações com modelos estatísticos dos padrões climáticos que levaram à vaga de frio na França, demonstrando que as temperaturas mais baixas aumentaram e os eventos de geada são menos frequentes em comparação com os níveis pré-industriais. Mas o aumento das temperaturas fez com que a temporada de cultivo comece mais cedo do que antigamente. Isso significa que as videiras mais maduras ficam mais expostas se uma vaga de frio ocorrer na primavera, como aconteceu nas regiões vinícolas da França.

Um outro estudo, publicado na Nature Communications, refere também que o fornecimento de café e de chocolate na Europa pode estar em causa, já que o aquecimento global provoca longas secas em países produtores, como é o caso do Brasil.

“O estudo mostra como estamos interligados globalmente através do comércio e como os desastres climáticos fora das nossas fronteiras podem afetar diretamente as nossas vidas e ser bastante relevantes para a nossa sociedade e economia. Não podemos simplesmente ignorar isto”, disse um dos autores do estudo, Ertug Ercin.

Em abril, os produtores de vinho franceses fizeram fogueiras e queimaram fardos de palha no meio das vinhas para combater a geada e tentar salvar as colheitas, num drama que afetou dezenas de vinicultores.

Ler Mais




Comentários
Loading...