Sabe como a pandemia afetou o ensino em Portugal? A OLX explica

Desde o início do ano são já vários os períodos durante os quais se verificou uma procura crescente por portáteis, livros escolares e secretárias no OLX. Primeiro no confinamento, com as escolas encerradas e as aulas em casa, e mais tarde já durante o desconfinamento e o regresso às aulas.

Segundo Lucas Alves, Content Marketing specialist do OLX Portugal, «as famílias viram-se obrigadas a criar as condições necessárias para que os mais jovens pudessem desenvolver a sua principal actividade». Para isso, pelo menos parte explorou o mundo das vendas em segunda mão em busca de soluções imediatas e económicas.

No caso dos portáteis, por exemplo, verificou-se um aumento de 40% no número de contactos a anúncios entre Fevereiro e Março. De Março para Abril, o salto foi de 100%, seguindo-se depois uma fase com níveis pré-Covid até Julho.

Em Agosto (+5%) e Setembro (+15%), notou-se um novo aumento na procura. As regiões do País em que esta procura foi mais intensa nos períodos referidos foram Braga, Aveiro e Porto.

Já no que aos livros escolares diz respeito, o OLX indica que a tendência de crescimento chegou ligeiramente mais tarde, com um aumento de 8% na procura em Maio, 17% em Junho, 32% em Agosto e 21% em Setembro. Também, Braga, Aveiro e Porto foram os distritos em destaque.

Por fim, registou-se também um aumento no interesse por secretárias entre Março e Abril (+29%), a que se seguiu nova subida em Maio (+15%). Até Julho, os valores voltaram ao pré-pandemia, em antecipação de novo crescimento de 17% em Agosto e de 8% em Setembro. Neste caso, os distritos mais relevantes foram Setúbal, Braga e Porto.

«Este estudo dá-nos uma real perspectiva sobre o impacto da Covid-19 no ensino em Portugal», acrescenta Lucas Alves.

 

 

 

(artigo originalmente publicado no site Marketeer)

 



Notícias relacionadas
Comentários
Loading...