Resiliência em tempos de covid-19? Eis as dicas que os adultos mais envelhecidos devem seguir

A pandemia provocada pela covid-19 mudou por completo as nossas vidas. Todavia alguns sofreram um maior impacto do que outros. Em particular os mais idosos foram gravemente afetados. Isto acontece porque este grupo demográfico está mais vulnerável aos principais efeitos negativos desta doença.

Como forma de se protegerem contra o vírus muitas destas pessoas foram obrigadas a respeitar um maior isolamento social. O facto de estarem afastados dos seus amigos, filhos e netos tem tido um impacto bastante negativo no seu bem-estar.

A capacidade de resiliência e de nos adaptarmos aos momentos de maior adversidade ou trauma é assim um skill particularmente relevante nesta altura. Eis algumas das principais estratégias que podem ser capazes de promover a resiliência de um qualquer adulto mais envelhecido.

 

  1. Foco na qualidade (e não na quantidade) das relações

A solidão e o isolamento social têm sido duas das principais preocupações que mais afetam este grupo de pessoas. No entanto, os especialistas referem que as pessoas que passam por este momento demonstram a importância de cuidar das relações mais íntimas e importantes. Isto revela-se bem mais essencial do que procurar simplesmente interagir com um grupo mais alargado de contactos.

 

  1. Sabedoria e compaixão

Estudos confirmam que quanto maior for a sabedoria emocional de uma pessoa, maior será a sua capacidade de resistir e enfrentar momentos de crise. A empatia, a compaixão, a capacidade de regulação emocional e autorreflexão são tudo elementos que caracterizam um individuo mais sábio. A compaixão, em particular, parece ser um skill que nos ajuda a lidar de uma forma bem mais positiva com traumas e com momentos de maior dificuldade.

 

  1. Manter um regime de rotinas fixas

Criar rotinas no seu quotidiano é algo que irá trazer inúmeros benefícios. Ajuda a trazer alguma previsibilidade em tempos incertos e um maior sentido de segurança. Permite reduzir stress e ansiedade. Aprenda a definir algumas pequenas rotinas ao longo do seu dia, seja uma hora certa para acordar todos os dias, um passeio matinal, uma aula de fitness à tarde, etc.

 

  1. Mindfulness

Uma prática mais regular de meditação irá permitir que se concentre no momento presente. Estar mais atento ao seu corpo, ambiente e necessidade irá ajudar a aliviar o stress associado a previsões futuras. Este tipo de prática permite ainda favorecer o retardar do degradar da memória ou do desenvolvimento de doenças associadas à demência.

 

  1. Acesso a cuidados de saúde mental

Ter acesso a cuidados de saúde mental e a grupos de apoio é algo essencial para promover uma maior resiliência. Saber ter a capacidade de pedir apoio sem vergonha irá ajudar a que consiga aprender novas ferramentas e estratégias que o vão ajudar a lidar com qualquer tipo de adversidade no presente e no futuro.

 

 





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...