Não está a conseguir cumprir a dieta? Isto pode explicar porquê

“Só mais um dia. Amanhã é que começo mesmo a comer saudável!”. Esta é porventura uma das mentiras mais clássicas que contamos a nós mesmos e aos outros. Decidimos permitir um dia final de “disparates” alimentares como forma de despedida, para que no dia seguinte tudo passe a ser diferente.

Ora, o problema é que infelizmente na maioria dos casos esse dia seguinte nunca chega,

[Leia também: Em busca de uma saúde de ferro? Evite os 8 piores criminosos da alimentação]

O autor Gleen Livingston (“Never Binge Again”) explica ao portal Psychology Today que ao longo do trabalho que desenvolveu com indivíduos com distúrbios alimentares, que comiam em demasia, foi capaz de identificar algumas das razões que explicam estes comportamentos.

Conheça agora algumas destas principais explicações e aprenda a corrigir estes padrões alimentares negativos.

 

Razão #1: O amanhã nunca chega

Quando dizemos que amanhã começamos, o mais habitual é estarmos a dizer que “algum dia começamos”. Esta é uma desculpa que utilizamos para continuar um comportamento desadequado. É fundamental que comece já a hoje a melhorar a sua vida e não espere pelo “amanhã”.

 

Razão #2: Estamos sempre a reforçar ou a quebrar um qualquer padrão alimentar. Não existe meio termo.

Ao decidirmos continuar a comer mal hoje e esperar mudar amanhã, a verdade é que estamos a complicar ainda mais essa mudança. O excesso de calorias que vamos consumir hoje irá determinar que amanhã será mais difícil para o nosso organismo gerir a sua diminuição.

 

Razão #3: Compensar um excesso alimentar no dia seguinte pode ser altamente prejudicial.

Isto é algo que perturba todo o nosso organismo e desestabiliza o metabolismo. Muitas pessoas que são conhecidas por comer bastante, são igualmente também ótimas a cortar excessivamente subitamente todo o seu consumo calórico. Vivem em ciclos de fome e fartura que se sucedem ininterruptamente. Isto cria um caos no nosso metabolismo e determina que se torne mais difícil seguir um plano equilibrado de forma regular.

 

Razão #4: Quanto mais confiante nos sentimos que vamos passar a comer melhor amanhã, maior será a probabilidade de comermos ainda pior hoje.

Estudos indicam que este tipo de confiança numa mudança futura apenas agrava os nossos comportamentos errados. Esqueça o “amanhã” e as promessas de mudança total. Escolha antes começar lentamente e a fortalecer os poucos comportamentos alimentares saudáveis que já faziam parte do seu historial.

 

Razão #5: Qualquer pequeno “disparate” alimentar pode ter consequências graves

O nosso cérebro funciona de maneiras incríveis. A verdade é que os maus vícios alimentares são extremamente difíceis de quebrar. A simples decisão de comer “apenas” (“apenas!”) uma bolacha hoje pode assegurar que perde por completo o controlo e acaba por comer uma caixa inteira. Evite qualquer comportamento menos saudável – por mais pequeno que possa parecer – de forma a proteger a sua saúde futura.

 

 

[Leia também: O que podemos aprender com as gerações anteriores sobre alimentação saudável?]

 



Notícias relacionadas
Comentários
Loading...