Estas 5 coisas vão ajudar a proteger a sua saúde em 2021

Sendo certo que o ano passado foi devastador para a saúde e para o bem-estar de grande parte das nossas comunidades, a verdade é que ajudou a tornar evidente a importância do tema “saúde”. Nos últimos meses todos aprendemos a cuidar melhor do nosso corpo e da nossa higiene. Segundo os especialistas estes são ensinamentos que não iremos esquecer.

Em 2021 vamos continuar a assistir ao desenvolvimento de inúmeras tendências que marcaram este ano e que serão sobretudo importantes para as comunidades mais envelhecidas. Eis algumas das principais que devem continuar a fazer parte do seu dia-a-dia.

 

  1. Mindfulness

Nunca tantos adultos haviam experimentado fechar os olhos e respirar profundamente. O stress provocado pela pandemia levou muitos indivíduos a explorar os benefícios da prática regular de meditação e mindfulness. As pessoas perceberam que estes tipos de exercícios foram capazes de ajudar a equilibrar a sua disposição emocional e a reduzir a ansiedade.

A prática de meditação não é apenas importante para ajudar a lidar com os desafios da vida ativa, pode igualmente ser importante para cuidar das funções cognitivas do nosso cérebro, tal como concluiu um recente estudo da UCLA.

 

  1. Aula de fitness virtual

Com a expansão das aulas e programas de fitness online é hoje inteiramente possível que consiga cumprir um regime acompanhado de exercício físico diário. Existem inúmeras aulas e serviços pensados inclusive para responder às necessidades das comunidades 50+. Estes vídeos e estas aulas online são construídos de forma a cuidar não só da força muscular, mas também do equilíbrio, mobilidade e estabilidade. Numa fase em que a pandemia continuará ainda a ser um problema esta será sem dúvida uma estratégia fundamental para minimizar as deslocações aos ginásios.

 

  1. Férias ativas

Esqueça os cruzeiros. Os viajantes mais envelhecidos vão querer um tipo de viagem que assegure o distanciamento social. Isso pode significar em muitos casos um tipo de roteiro mais “aventureiro” que inclua uma experiencia mais próxima da natureza e que recrie, por exemplo, a ideia dos acampamentos de infância. Os estudos confirmam que passar mais tempo junto da Natureza pode ser extremamente benéfico para a nossa saúde, tendo um efeito positivo na redução do stress e na qualidade do sono, por exemplo. Este tipo de férias mais “desportivas” serão sempre mais recomendadas do que as opções mais sedentárias disponibilizadas pelos cruzeiros.

 

  1. Dieta à base de vegetais e produtos biológicos

A alimentação é uma componente determinante para a nossa saúde física e mental. Escolher bem os produtos que ingerimos é uma das decisões mais importantes. Durante os meses da pandemia assistiu-se a um crescente interesse em produtos alimentares mais saudáveis e alternativos à carne animal. Mais do que nunca os consumidores estão sensíveis para os perigos dos alimentos processados e do excessivo consumo de carne. Os produtos “plant-based” são assim uma alternativa ideal para ajudar a reduzir o risco de inúmeras doenças crónicas. Esta é uma tendência que continuará a ser cada vez mais marcante, sobretudo para o público 50+.

 

  1. Telemedicina e acompanhamento constante dos sinais vitais

Nos últimos meses muito se tem falado sobre o tema da telemedicina. Subitamente passou a ser possível consultar um médico ou um psicólogo através de um computador com total comodidade. Inicialmente usado como forma de reduzir o tráfego nos hospitais e centros de saúde, a verdade é que este acesso remoto aos cuidados de saúde continuará a crescer nos próximos tempos. Inúmeros pacientes poderão medir os seus sinais vitais sem necessidade de se deslocarem a um hospital, continuando a ter um acompanhamento (até mais constante) de um profissional de saúde. Inúmeros dispositivos smartwatches e smartbands são agora cada vez mais acessíveis e permitem um acompanhamento constante do nosso estado de saúde, alertando o paciente sempre que algo não está bem.

 



Notícias relacionadas
Comentários
Loading...