Cyber Monday. Eis o que deve (mesmo) fazer antes de iniciar as suas compras

Este ano a grande maioria das pessoas irá fazer as suas compras online, ao invés de se deslocarem até às lojas habituais. Neste sentido, tanto a Black Friday como a Cyber Monday serão particularmente populares.

No entanto, é fundamental que as pessoas menos habituadas a este tipo de compra, entendam os riscos associados a esta modalidade. É fácil ser enganados num site menos fiável ou permitir que um qualquer hacker tenha acesso aos seus dados pessoais.

[Leia também: Conheça os seus direitos nas compras online da Black Friday e da Cyber Monday]

Uma das principais recomendações dos especialistas de cibersegurança é atualizar o software do seu computador/dispositivo e navegador de internet. Não ignore os alertas que vão surgindo relativamente a estas atualizações. É fácil desvalorizar a importância de manter o seu software atualizado, no entanto isto é determinante para reduzir o risco de ciber-crime. A cada atualização são feitas melhorias que protegem os seus dispositivos e que complicam o trabalho dos criminosos.

De resto existe igualmente outras recomendações que deve procurar seguir.

 

  1. Verifique se o URL é seguro

Atualmente é mais fácil do que nunca perceber se um site é ou não seguro. Um endereço de página web que comece com “https” é sempre mais fiável do que um site que comece com “http”, por exemplo. De resto esteja também atento ao ícone de cadeado que se encontra ao lado do endereço. Se este não estiver visível então deverá assumir maiores precauções ou mudar de site.

 

  1. Ajuste as suas cookies

Procure minimizar as cookies que vai acumulando ao longo da sua navegação online. Sempre que possível escolha permitir apenas a recolha de dados essencial. Isto irá diminuir a quantidade de informação sobre o seu comportamento online e evitar possíveis ataques de hackers.

 

  1. Não utilize redes públicas de Wi-Fi

Nunca use uma rede pública de internet sem ativar um VPN nos seus dispositivos. O VPN irá conseguir esconder a sua verdadeira origem e proteger os seus dados através de uma rede privada segura. Como recomendação só deve usar redes públicas em situações de emergência.

 

  1. Não compre através de um link no e-mail

É normal que receba alguns e-mails promocionais durante estes dias. As lojas vão procurar enviar este tipo de comunicações a todos os potenciais cliente, no entanto este é igualmente um formato muito usado por hackers para conseguir ter acesso aos seus dados privados. Evite sempre clicar diretamente nos links que lhe são enviados para a caixa de correio eletrônico.

 

  1. Não use as redes sociais para fazer logins

Empresas como o Facebook utilizam este tipo de opção para obter ainda mais informação relativa aos seus utilizadores. Pode parecer muito simples fazer um login sem ter que criar uma nova conta num site de e-commerce. No entanto isso tem um custo: os seus dados e informações. Limite ao máximo a informação que envia aos servidores destas poderosas redes sociais.

 

 

[Leia também: Afinal, qual é a história da Black Friday?]

 



Notícias relacionadas
Comentários
Loading...