Covid-19. 5 coisas que nunca teria feito antes da pandemia

Já todos conhecemos a forma como pandemia mudou as nossas vidas. Quarentena, confinamentos, máscaras, desinfetantes. Tudo isso faz agora parte da nossa existência. Este é um tempo incerto e assustador que nos obriga a uma constante adaptação.

A verdade é que nestes últimos meses ganhámos alguns hábitos e rotinas que anteriormente poderiam parecer algo disparatados. Por exemplo, antes da quarentena poucos eram aqueles que conheciam o “Zoom” e que utilizavam este serviço para manter o contacto com outros seres humanos, amigos e familiares. Ninguém limpava tanto os artigos de supermercado ao chegar a casa ou fazia tantos pedidos de encomenda de comida. Ninguém deixava os sapatos à porta ou levava sempre uma máscara ao sair de casa.

No entanto tudo isto é agora a rotina habitual de muitas pessoas e famílias.

[Leia também: Vida pós-quarentena? 5 coisas que demonstram como tudo será diferente]

Eis algumas das coisas que se tornaram aceitáveis nestas últimas semanas e que provavelmente nunca teria experimentado se não fosse por culpa da pandemia.

 

  1. Celebrar um casamento via Zoom

Antes desta situação seria impensável pensar que poderíamos celebrar um casamento com o auxílio do Zoom. A verdade é que algumas pessoas tiveram que se adaptar a esta nova realidade, procurando impedir que o distanciamento social obrigasse a cancelar a celebração dos seus matrimónios. A própria indústria teve mudar os seus serviços de forma a garantir que esta pode ser uma opção viável. Fotógrafos virtuais, drones para filmar, decorações de Zoom, estes são apenas alguns exemplos do que tem sido preparado como forma de garantir que toda a família e os amigos se podem na mesma “reunir” para celebrar um momento especial.

  1. Cortar o próprio cabelo

É provável que alguns cabeleireiros profissionais estejam algo horrorizados com estes resultados “caseiros”. Durante o período de quarentena e isolamento social muitas pessoas foram obrigadas a ter que cuidar elas próprias do seu cabelo. Sendo certo que algumas podem ter algum talento para estes tipos de cortes e tratamentos, a grande maioria percebeu o quão difícil é assegurar um bom look sem a ajuda de um profissional. Não será por acaso que muitas mulheres (e homens!) mostraram um enorme alívio assim que os salões voltaram a abrir.

  1. Beber um copo à distância

Num momento em que ainda não é claro como e quando os bares e discotecas voltarão a abrir portas, as pessoas têm que se adaptar a uma nova realidade que proíbe os ajuntamentos e encontros noturnos. Durante a quarentena muitas foram as pessoas que começaram a agendar encontros virtuais simplesmente para beber um copo de vinho em conjunto. Cada um na sua casa, enchia o seu copo e bebia enquanto conversava com amigos e familiares. Isto tornou-se um novo hábito para as noites de fim-de-semana e provavelmente será algo que continuaremos a ver acontecer com maior frequência no futuro.

  1. Cozinhar pão

Se antes da pandemia começar perguntasse a alguém quando tinha sido a última vez que cozinhará um pão, o mais provável é que as reações fossem de enorme estranheza. Este era um hábito que poucos tinham e que subitamente ganhou uma enorme popularidade devido ao surto de Covid-19 e à necessidade de nos mantermos em casa. Dados da Nielsen apontam para um aumento de mais de 400% nas vendas de fermento, assim como de máquinas de fazer pão. Muitas pessoas defendem que a rotina de cozinhara um pão é uma atividade relaxante, que ajuda a minimizar a ansiedade.

  1. Usar pijamas enquanto trabalha

Antes da pandemia, se fosse para uma reunião de trabalho com calças de pijama o mais provável seria que os seus colegas de trabalho acreditassem que tinha perdido a sua sanidade. No entanto, nestes novos tempos, é isso mesmo que muitas pessoas têm feito nas suas reuniões Zoom ou Skype. Basta que use uma camisa ou algo mais formal na parte de cima; as calças e os sapatos podem ser aquilo que quiser. Esta liberdade é certamente algo de que muitos irão sentir saudade assim que regressarmos aos escritórios.

 

[Leia também: O Zoom está a deixá-lo exausto? Conheça as explicações (e sugestões) dos especialistas]

 

 



Notícias relacionadas
Comentários
Loading...