Atenção a estes 6 sinais incomuns de uma doença cardíaca

O coração, essa parte essencial da vida, parece tão seguro na sua caixa protetora no peito e a realizar o seu trabalho, sem dar conta de qualquer contrariedade, que muitas vezes negligenciamos o seu cuidado. Atualmente, muitas pessoas morrem de doenças cardiovasculares, pelo que é difícil de exagerar na importância de manter o coração em bom estado de funcionamento.

Embora, não possa ver o coração a bater no seu peito, sem ajuda de um equipamento médico, pelo menos, há sinais visíveis, externos, a partir dos quais pode perceber se algo está errado. Os seguintes 6 sinais incomuns devem ser tidos em conta e deve-os apresentar a um profissional médico.

 

1- Orelhas

Um desses indicadores externos são os vincos diagonais nos lóbulos das orelhas, também conhecidos como sinais de Frank. A ciência têm mostrado, em vários estudos, que há uma associação entre esse vinco externo visível no lóbulo da orelha e um risco mais acentuado de aterosclerose, uma doença dentro das artérias.

Ainda não está é conhecida a causa dessa associação, mas alguns especialistas sugerem que isso pode ter origem embriológica, ou seja, na formação inicial dos órgãos e sistemas.

 

2- Gengivas e dentes

O estado da sua saúde oral também pode ser um bom indicador do estado da sua saúde cardiovascular. A boca está cheia de bactérias, boas e más, sendo que estas últimas podem entrar na corrente sanguínea e causar inflamação nos vasos sanguíneos, o que pode levar a doenças cardiovasculares. Vários estudos mostraram que a perda de dentes e as gengivas inflamadas (periodontite) podem ser indicadores de doença cardíaca.

 

3- Olhos

A iris tem uns depósitos de gordura que podem ser vistos no olho, como um anel cinza ao redor do lado de fora da parte colorida do olho. O chamado de “arcus senilis”, que não interfere na visão, começa na parte superior e inferior da íris antes de progredir para formar um anel completo.

Cerca de 45 por cento das pessoas com mais de 40 anos têm esse halo de gordura ao redor da íris, número que aumenta (cerca de 70%) nas pessoas com mais de 60 anos.

 

4- Unhas

O maior cuidado nas suas mãos acontece quando as unhas mudam de forma, – ficam mais grossas e largas -, devido à produção de mais tecido. Esta mudança é geralmente indolor e acontece nas duas mãos.

A razão pela qual essa mudança pode indicar problemas cardíacos é porque o sangue oxigenado não alcança os dedos adequadamente e, assim, é promovido um certo crescimento das células para tentar corrigir o problema. Este é o mais antigo sintoma médico conhecido. Foi descrito pela primeira vez por Hipócrates no quinto século antes de Cristo.

 

5- Lábios

Outro indicador da boca pode ser a cor dos seus lábios, geralmente vermelhos, mas eles podem assumir uma coloração azulada (cianose) em pessoas com problemas cardíacos. Isso deve-se a uma falha do sistema cardiovascular, na circulação de sangue oxigenado para os tecidos.

Em casos de frio, os lábios azuis provavelmente devem-se apenas a uma falta temporária de oxigénio e podem ser resolvidos rapidamente.

 

6- Xantomas

Por fim, outro indicador externo de problemas cardíacos são as saliências amarelas e gordurosas – conhecidas clinicamente como “xantomas” – que podem aparecer nos cotovelos, joelhos, nádegas ou pálpebras. Os xantomas são mais comumente vistos em pessoas com uma doença genética. Pessoas com essa condição podem ter níveis altos de colesterol de lipoproteína de baixa densidade – o chamado colesterol mau

Os níveis deste colesterol são tão altos que se depositam na pele. Infelizmente, esses depósitos de gordura também são depositados nas artérias que suplementam o coração. O mecanismo que causa esses depósitos de gordura nos tecidos levou ao desenvolvimento de um dos grupos de drogas que reduzem o colesterol.

 

De facto, todos estes sintomas também podem ter uma causa benigna, por isso, em caso de dúvida, devem ser analisados por um profissional de saúde para obter uma opinião especializada.

 





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...