Estas são as coisas que deve (mesmo) evitar dizer aos seus netos

Apesar de todas as nossas boas intenções, grande parte daquilo que dizemos aos nossos netos e dos conselhos que lhes oferecemos acabam normalmente por ser algo críticos, condescendentes ou simplesmente negativos.

É natural que isto aconteça. Segundo Susan Newman (psicóloga e autora) temos tendência a “replicar os comentários que sempre fizemos aos nossos filhos e que os nossos pais nos fizeram a nós”. É algo que acaba por se tornar parte da “cultura familiar”, de acordo com a especialista.

No entanto, estudos mais recentes têm vindo a demonstrar o impacto negativos de alguns destes comentários – que se perpetuam ao longo das gerações  – para o desenvolvimento das crianças.

Assim, partilhamos aqui uma listagem de 5 dos comentários mais prejudiciais para o crescimento saudável dos mais novos que deverá sempre evitar.

 

  1. “Muito bem, bom trabalho” (sobre tudo e mais alguma coisa…)

Pode parecer estranho, certo? Como é que uma frase de encorajamento pode ser considerado algo negativo? Segundo os especialistas, a verdade é que estar constantemente a elogiar sem justificação leva a que as crianças deixem de sentir o impacto positivo do elogio. Torna-se apenas em barulho, sem significado.

O que deve dizer: ao invés de prestar um elogio mais geral, tente ser mais especifico ao assinalar positivamente um determinado esforço do seu neto. Se por exemplo ele tiver feito um desenho, procure fazer perguntas como “o que te levou a escolher essa cor tão bonita?” ou “que caneta usaste para fazer a arvore parecer tão real?”. Isto vai encorajar a criança a pensar no processo de criação e nas formas como pode ainda melhorar. Vão perceber que fizeram um bom trabalho, que é o mais importante.

 

  1. “Porque sim!”

É fácil ficar frustrado com a multiplicidade de questões tais como “porque tenho que comer cenouras?” ou “porque tenho que usar calças?”. No entanto, ao utilizar a clássica resposta “porque sim” está, não apenas a ser algo preguiçoso, como a passar uma mensagem de que o seu neto não merece uma resposta mais a sério. Isto faz com que a criança se sinta desvalorizada e pode levar a que ela deixe de valorizar tanto aquilo que lhe dirá no futuro.

O que dizer:  as crianças só precisam de uma simples explicação. Não precisa de ser muito complexa ou exaustiva. Se a pergunta incidir sobre temas mais sensíveis (como o sexo ou divórcio) tente ao máximo dar uma resposta que seja apropriada a idade do seu neto e caso ache necessário diga que os pais depois explicam.

 

  1. “Pára de chorar, já não és um bebé”

Se passar muito tempo com os seus netos é natural que por vezes perca a paciência com algumas das choradeiras desnecessária. Apesar de ser algo inconveniente, o choro é uma resposta natural e saudável que não deve ser reprimida. Segundo os especialistas, o choro pode ser uma experiência de aprendizagem para as crianças e é assim que deve ser interpretada pelos seus responsáveis.

O que dizer: ao invés de exigir que pare com as lágrimas, tente perguntar ao seu neto “o que é que te está a magoar?” ou “de que é que tens medo?”. Na maioria dos casos, a simples explicação da razão do choro é suficiente para acalmar a criança.

 

  1. “Se não tens nada de agradável para dizer mais vale estar calado”

Não estamos aqui a tentar encorajar a má educação das crianças, sugerindo que elas podem dizer todas as piores coisas que lhes apetecer. Mas por outro lado, tentar que elas não expressem as suas opiniões (menos agradáveis) pode também não ser o melhor caminho. A verdade é que muitas vezes podemos ter coisas para dizer que não sendo agradáveis também não são maldosas.

Este tipo de frases são na sua maioria dirigidas para o público feminino, sugerindo que estas devem ser mais passivas e silenciosas. Segundo os especialistas isto pode ser perigoso na medida em que lhes retira confiança e as coloca numa posição inferior.

O que dizer: se ouvir os seus netos a dizer algo desagradável aproveite para usar isso como uma forma de lhes ensinar a ter mais empatia. Faça perguntas do tipo “como achas que a pessoa se vai sentir?” ou “de que outra forma poderias dizer isso?”. Ensinar os seus netos a serem gentis ao mesmo tempo que são assertivos é sem dúvida uma enorme mais-valia.

 

  1. “És tão linda/lindo”

Esta é uma armadilha difícil de evitar para qualquer avó. Afinal quem é mais lindo que os nossos netos? No entanto apesar disso até poder ser verdade, reforçar e elogiar continuamente a aparência da criança pode transmitir uma mensagem errada.

Segundo os especialistas, estar continuamente a comentar a beleza dos seus netos pode passar a ideia de que a sua aparência é mais importante que a sua personalidade ou caráter.

O que dizer: é obvio que pode continuar a dizer aos seus netos que eles parecem fabulosos, no entanto tente colocar essa afirmação em forma de questão, de uma forma mais complexa. Leve-os a pensar em mais coisas para além do seu look. Se por exemplo a sua neta esteja preparada para ir a uma festa, faça perguntas como “o que te levou a escolher esse penteado? Está fantástico” ou “escolheste sozinha o vestido?”.

 

Ler Mais




Notícias relacionadas
Comentários
Loading...