Afinal, como podemos encontrar felicidade em tempos tão difíceis?

A felicidade nem sempre parece estar ao nosso alcance. É algo que todos desejamos “conquistar”, mas que raramente conseguimos sentir verdadeiramente. Muitas vezes acreditamos que se mudarmos de emprego, comprarmos uma casa, ganharmos mais dinheiro ou finalmente atingirmos a reforma nos iremos sentir mais felizes. Infelizmente mal obtemos estas coisas raramente esse sentimento de gratificação é duradouro.

No meio do nosso quotidiano pode ser difícil encontrar felicidade. Estamos tão ocupados com tarefas mundanas que acreditamos que apenas um objetivo futuro nos poderá fazer mais felizes. Estamos constantemente a adiar a nossa felicidade.

O problema é que o “amanhã” rapidamente se torna no “hoje”. Tudo está em constante mudança e facilmente podemos entrar num ciclo vicioso de sempre desejar aquilo que não temos. Apesar de todas as suas imperfeições, é fundamental que sejamos capazes de encontrar a felicidade no momento presente.

É certo que não devemos deixar de sonhar; mas isso não nos pode nunca impedir de usufruir da alegria em nosso redor. Queremos viver nas experiências e não na expectativa que criámos delas.

Felizmente é possível seguir algumas estratégias que nos aproximem deste objetivo, segundo explica o autor e consultor emocional Rob Kendall.

 

  1. Apreciar o presente

Quanto mais a nossa mente vaguear para um momento fora do presente, mais suscetíveis estaremos a sofrer as consequências negativas do stress, ansiedade e depressão. Mesmo quando passamos muito tempo a refletir sobre pensamentos agradáveis ou memórias felizes, o mais provável é acabarmos por não conseguirmos “transportar” essa felicidade para o presente. Este controlo mental exige disciplina. Obriga-nos a recuperar a nossa atenção sempre que ela fuja do momento atual.

 

  1. Vá até à natureza ou traga-a para casa

Os estudos têm vindo a confirmar a ideia de que as pessoas se sentem substancialmente mais felizes quando se encontram no exterior, junto da natureza. A exposição solar e a existência de fauna/flora parecem gerar um ambiente que favorece uma mente mais presente e atenta a beleza dos momentos. Este tipo de benefício é possível ser obtido mesmo para quem tem pouco acesso ao campo ou à natureza. Um estudo recente mediu a forma como uma exposição virtual (através de dispositivos de realidade virtual) foi capaz de afetar positivamente os níveis de stress e atenção dos participantes. Estes tipos de ambientes simulados demonstraram ser capazes de gerar efeitos idênticos aos obtidos através de uma experiência real junto a uma floresta ou montanha.

 

  1. Aprecie verdadeiramente aquilo que tem

Aprender a estimular e fortalecer o nosso sentimento de gratidão é algo determinante para os nossos níveis de felicidade. Mesmo para quem vive experiências mais negativas, é possível conseguir concentrar a nossa energia e atenção nas pequenas coisas que nos trazem felicidade. “Saborear” adequadamente aquilo que temos e que vamos conquistando é um exercício por vezes difícil, mas essencial. É algo que nos ajudará sempre a combater o nosso descontentamento e frustração, muitas vezes provocado por comparações sociais que fragilizam o nosso bem-estar.

 

  1. Encontre formas pequenas de desenvolver e manter conexões

Um dos estudos mais longos sobre o bem-estar físico e mental tem sido conduzido há mais de 80 anos. O Harvard Study of Development teve iniciou em 1938 e começou por acompanhar a vida de mais de 724 homens, tendo subsequentemente incluindo as gerações futuras e familiares. Uma das conclusões mais evidentes é que as conexões sociais próximas têm um papel muito mais determinante no nível de felicidade do que o dinheiro ou a fama, por exemplo. É bastante fácil ficarmos isolados e excessivamente concentrados no nosso emprego. É determinante cuidar de um equilíbrio que nos permita desenvolver as nossas amizades e relações pessoais.

 

  1. Cuide da sua recuperação diária

É fundamental que seja capaz de privilegiar as pequenas coisas que trazem alegria ao seu dia. As nossas obrigações diárias e o nosso quotidiano caótico marcado pelo stress acabam facilmente por ao longo do tempo um sentimento de exaustão que pode ter consequências dramáticas para o nosso bem-estar. Tal como os atletas de alta competição, é muito importante que seja capaz de respeitar os momentos de descanso e recuperação (sobretudo emocional). Isto é alcançado através do cumprir de momentos de relaxamento que consigam aliviar a pressão e concentrar a nossa atenção em experiências prazerosas/alegres.

 

 



Notícias relacionadas
Comentários
Loading...