5 estratégias simples (mas cruciais) para tirar o melhor partido da aprendizagem remota

Em virtude da pandemia Covid-19, as casas dos portuguesas passaram a ser espaços de estudo. São muitos os alunos do Ensino Superior e de instituições especializadas que assistem às aulas a partir de casa, o que nem sempre se revela simples. Estas dicas vão ajudar.

 

1. Planeie a sua rotina diária
Estipular um horário e objetivos a alcançar ajuda a manter o foco e a motivação ao longo do dia e dá uma sensação de ordem. Assim, deve reservar blocos para praticar os conhecimentos adquiridos nas aulas e para adiantar os projectos de grupo, equilibrando o tempo de estudo com o merecido descanso. Além disso, procure não pegar logo no computador ou noutro dispositivo eletrónico mal acorda, já que vai acabar por passar grande parte do resto do dia à frente de ecrãs.

 

2. Evite as distrações ao máximo
É sabido que o ambiente de aprendizagem tem um grande impacto no nível de concentração. Por isso, deve designar uma divisão da casa como a sua sala de aula, onde esteja resguardado/a de barulho e tenha boa luminosidade. Para contornar a tentação de dispersar online, pode recorrer a uma panóplia de aplicativos que permitem bloquear a atividade de determinados sites e o obrigam a ter mais disciplina.

 

3. Descubra o seu método de estudo
Não há uma fórmula mágica que resulte para todos, mas deve esforçar-se por encontrar um método que torne o seu estudo o mais eficaz possível. Uma técnica muito popular é a de Pomodoro, que sugere que, para se ter um bom aproveitamento, se deve cronometrar períodos de cerca de 25 minutos cada, em que se está completamente dedicado/a, intercalados por intervalos de 5 a 10 minutos. Deste modo, maximiza-se a capacidade do cérebro de assimilar nova informação.

 

4. Utilize ferramentas colaborativas
Privilegie a drive para guardar todos os materiais de trabalho para que possa facilmente partilhar e editar ficheiros, trocando impressões em tempo real com colegas. Esta abordagem simula alguma da interação em sala de aula, sendo bastante útil, principalmente para tarefas a realizar em grupo. Dependendo da sua área, poderá fazer sentido investigar mais sobre outras ferramentas colaborativas com aplicações mais específicas.

 

5. Não se iniba de pedir ajuda
Sempre que tiver dúvidas que o estejam a impedir de progredir, não deve guardá-las para si. Marque uma sessão com colegas ou com o professor e leve as suas questões sistematizadas. Nada como outros pontos de vista para desfazer interrogações e obstáculos à aprendizagem.

 

 

 

(artigo originalmente publicado no site Human Resources Portugal)

 



Notícias relacionadas
Comentários
Loading...