5 dicas e técnicas de sedução antigas que já não deve (nunca) seguir

 

Atualmente a forma como as pessoas se conhecem, relacionam e convivem é agora bem diferente do que era há 30 anos. O advento do Mundo Digital veio alterar para sempre a forma como comunicamos e, por conseguinte, a forma como também… namoramos.

Para quem termina agora um casamento ou relacionamento de longa data pode ser extremamente desafiante perceber quais são as melhores formas de conhecer novas pessoas e quais as regras que agora quase todos seguem nas suas relações ou interações.

[Leia também: 5 dicas para (re)encontrar o amor depois de um divórcio]

É certo que existem algumas coisas que serão sempre verdade. Não devemos nunca passar todo o tempo a falar mal do nosso “ex” com alguém que estamos agora a conhecer; não devemos nunca dizer que a outra pessoa nos faz lembrar a nossa mãe ou o nosso pai; e claro, não devemos nunca anunciar formalmente aos nossos amigos (ou até nas redes socias) que estamos num relacionamento sério sem primeiro confirmar essa informação com o nosso respetivo parceiro.

No entanto existem algumas outras regras mais antigas e tradicionais que simplesmente começam a perder algum do seu sentido. A relação e o “jogo de poderes” entre homens e mulheres tem vindo lentamente a alterar-se, como tal é normal que já não faça, por exemplo, muito sentido que o homem tenha sempre que tomar a iniciativa e assumir o controlo das interações.

[Leia também: Conhece as razões que levam cada vez mais mulheres a namorar homens mais novos?]

Pedir aprovação aos pais da sua namorada para casar ou nunca beijar num primeiro encontro são outros dois bons exemplos de coisas que perderam relevância nos dias de hoje. Quase nada está atualmente “escrito na pedra” e tudo parece funcionar agora de uma forma mais relaxada e flexível.

Conheça aqui algumas das principais regras que deverá evitar nos seus próximos encontros.

1. Os homens têm que dar sempre o primeiro passo

Este é um clássico. Sempre nos foi ensinado que os homens é que devem ter a iniciativa de demonstrar o seu interesse e que as mulheres devem assumir um papel mais passivo. Sendo certo que ainda existem pessoas que preferem este tipo de “iniciativa masculina” a verdade é que cada vez mais as mulheres se sentem poderosas e confiantes para ir atrás do que querem, sem medos ou reservas.

Algumas aplicações de encontros como o “Bumble” requerem inclusive que sejam as próprias mulheres a dar o primeiro passo e a demonstrar interesse para que se possa iniciar uma interação.

2. Os homens devem sempre pagar a refeição

Todos gostamos que nos paguem coisas e nos ofereçam presentes, é claro. No entanto esta é uma regra que remonta a tempos antigos, nos quais as mulheres não tinham possibilidade de ter empregos e ganhar os seus próprios salários no mercado de trabalho.

Atualmente muitas mulheres gostam de ser capazes de pagar ou dividir a conta com os seus parceiros. Acima de tudo, quem convida alguém para um encontro deve estar preparado/a para pagar a totalidade da conta. Nunca sugira sítios caros se não quiser assumir a responsabilidade de pagar ou dividir a conta.

3. Esperar 3 dias antes de voltar a falar outra vez com a pessoa

A ideia de que alguém deve esperar pelo menos 3 dias antes de contactar ou convidar a outra pessoa para um novo encontro de forma a não parecer muito desesperado/a é uma perfeita estupidez. É algo que pertence aos tempos antigos. Atualmente se deixar passar muito tempo a pessoa irá achar que simplesmente você não está muito interessado/a e como tal irá avançar para outra pessoa.

4. Não fazer sexo antes do terceiro encontro

Este é um outro exemplo deste tipo de “regras dos 3” que parece extremamente antiquado e desajustado tendo em conta a realidade atual. Não existe nenhum período de tempo definido e necessário para que as pessoas se sintam mais confortáveis para iniciar uma prática sexual. A criação de um ambiente seguro no qual já se sinta uma forte tensão sexual é algo que pode demorar muito ou pouco tempo dependendo da interação e personalidade de um casal. Cada caso é um caso: siga o seu instinto.

5. Dar uma oportunidade a alguém mesmo que não o deseje

No passado as mulheres em particular eram muito pressionadas a aceitar um qualquer convite. A ideia de que “uma mulher tem que beijar muitos sapos até encontrar o seu príncipe” é algo que simplesmente não faz sentido nos dias de hoje. As mulheres modernas já não parecem (felizmente) tão disponíveis a aceitar um segundo ou terceiro encontro se os anteriores não tiverem corrido da melhor forma.

O desejo de encontrar alguém novo e especial não deve nunca levar a que agende centenas de encontros, dando diversas oportunidades a pessoas que provavelmente não merecem o seu afeto.

[Leia também: Guia para encontrar o amor após os 50]



Notícias relacionadas
Comentários
Loading...